Nelson Junior

Emyn Meyer – Conhecendo Vento Verde: Reinos e Histórias

E nossa peregrinação para desbravar todos os cantos de Vento Verde nos leva agora a uma das cidades mais famosas e hospitaleiras do reinado do norte.

Conheçam Emyn Meyer!


EMYN MEYER

(Méier, Grajaú, Tijuca, Andaraí)

EMYN MEYER

 

Emyn Meyer tem uma história e governo peculiar. Fundado oficialmente no ano de 4600, seu povo origina de uma sociedade pacífica, matriarcal e amante da natureza, mas os severos anos de guerra moldaram este povo de uma maneira quase radical.

No ano da criação deste reino parte de seu povo vivia neste local liderados por um bravo herói chamado Démn Éwol. Sobreviventes da Revolta dos Bárbaros¹ se juntam a este povo (que compartilhavam os mesmos ancestrais) e com eles vem um legado nobre: Lien, descendente de Anatole. Démn, sempre humilde, deixa o jovem de sangue nobre governar e atua apenas como conselheiro e chefe militar. E até hoje essa característica é mantida, com descendentes dessas duas “castas” governando e comandando a milícia, respectivamente.

Meyer atualmente é um misto de culturas, com naturalistas e amantes das artes antigas lado a lado com ex-bárbaros que tentam criar um exército feroz.

ESTILO DE VIDA

Logo na arquitetura do reino pode-se perceber esse misto de culturas. Grandes árvores e pradarias se misturam com fortificações toscas de pedra e ferro. Montanhas milenares pouco a pouco vão perdendo sua forma e se transformando em postos avançados. As pessoas vivem de forma simples em vários vilarejos bem próximos um do outro.

Quase não há comércio, assim como quase não há opção de trabalho que não seja na lavoura. Na tentativa de formar um exército perfeito, poucos são aceitos nas fileiras armadas.

Magos e bardos ainda são abundantes neste reino, mas pouco a pouco vão perdendo sua importância devido ao novo regime imperial.

O POVO

Não há povo mais hospitaleiro que o deste reino. Muitos dos pequeninos (halflings/hobbits) fazem de Meyer sua morada, e se adaptam fácil ao clima de festa e mistério do local. Acredita-se que há mais halflings e elfos juntos do que humanos aqui.

Mansões de pedra crescem em meio à cabanas de madeira e palha. É possível se perder ao tentar achar a taverna local, pois não há ruas e nem mesmo limitações entre um vilarejo e outro.

ALIANÇAS

Emyn Meyer mantém uma aliança formal e honrada com Água Santa e, ao mesmo tempo, com todos que também fazem aliança com ela.

Com o passar dos anos Meyer adquiriu uma grande dívida tanto financeira quanto que de honra com Água Santa, e não parece ter planos de saldar seu débito tão cedo.

GOVERNANTE

Atualmente a governante oficial (escolhida pelo povo e pelo conselho de lordes) é Amanda, descendente do próprio Anatole. Amanda é bela, jovem, delicada e muito sensata, mas o que ganha em beleza perde em voz de comando, por isso atualmente o real governante é Sírdan, General do Exército de Emyn Meyer e descendente de Démn Éwol.

Sírdan auto intitulou Meyer um Império e, com planos de progresso faraônicos, tem elevado o status e qualidade de vida de todas as pessoas do reino, assim como o poderio de seu exército. Seus verdadeiros planos, ninguém sabe. Amanda não limita Sírdan de forma alguma, dando ouvidos a todos os seus conselhos sem ponderar, pois nutre uma paixão ardente pelo impulsivo e inteligente general (que, ao que parece, ainda não se deu conta disso).

MOTIVOS PARA VISITAR

Os motivos são vários, desde simplesmente diversão, seja pesquisar sobre contos e histórias antigas, ou até mesmo auxílio sobrenatural e mágico. Os melhores feiticeiros de Vento verde são nativos de Emyn Meyer.

Bardos não podem se considerar bardos sem terem passado ao menos um ou dois anos neste reino, por isso é fácil encontrar vários por lá (e todo bom aventureiro sabe como a ajuda pontual de um bardo confiável pode ser valiosa).

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

¹ Revolta dos Bárbaros – Uma curta e violenta guerra, que terminou por inutilizar diversas cidadelas já avariadas na Guerra de Sucessão, incluindo Portos Azuis, que ruiu completamente e teve sua linhagem extinta.

Leave a Reply